Passados quase 16 anos da primeira edição, o FISP – Festival Internacional de Saxofone de Palmela, continua a afirmar-se como um projecto cultural de serviço público, uma iniciativa única no panorama artístico e pedagógico em Portugal e além-fronteiras, ponto de passagem obrigatório para os amantes do saxofone e da música, recebendo todas as edições participantes e visitantes dos cinco continentes, com os concertos e ações de formação com lotação esgotada.

A organização decidiu não cancelar a edição deste ano, assumindo a responsabilidade de reinventar o festival e com isso criar novas propostas. A essência do FISP são as pessoas, as relações, a diversidade, partilha entre o público, artistas, participantes e organização, cenário impossível de recriar numa versão online do festival… Ainda assim tentou-se procurar um formato que permitisse ter um pouco dessa natureza, com a participação habitual de um grupo eclético e de prestígio do saxofone Português e internacional.

Com uma oferta de programação cultural muito intensa e variada: 24 painéis/mesas redondas, 15 concertos, VIII Concurso Internacional de Saxofone “Vitor Santos” e um espaço dedicado à investigação científica em torno do saxofone, o FISP continua a assumir-se como um com um projeto cultural de serviço público, contribuindo assim para elevar o nível artístico e pedagógico do nosso país, ajudando na formação de mais e melhores ouvintes, através de uma partilha de experiências e saberes entre alguns dos mais prestigiados nomes do saxofone nacional e internacional, professores, estudantes e público.

A nível pedagógico também tem deixado uma importante marca no ensino do saxofone em Portugal, dos participantes nas masterclasses e laureados do Concurso Internacional de Saxofone “Vítor Santos” alguns afirmam-se hoje como pioneiros de uma nova geração de saxofone em Portugal, ocupando lugar de destaque no meio artístico e pedagógico Português.

O FISP - Festival Internacional de Saxofone de Palmela tem a organização do Quarteto Artemsax, Sociedade Filarmónica Humanitária, Conservatório Regional de Palmela e tem como director artístico João Pedro Silva e incorpora uma vasta e multidisciplinar equipa organizativa que trabalha exclusivamente em regime de voluntariado.

Alto patrocínio
Município de Palmela
Yamaha
Patrocinadores
Selmer
D'Addario
Vandoren
Yanagisawa
Junta de Freguesia de Palmela
Casa Ermelinda Freitas
Media
Sérgio Costa
AdolpheSax
Dragonfly Photography
Antena 2
Testemunhos